Bebê é diagnosticado com coronavírus 30 horas após nascer na China

Segundo a televisão chinesa, a mãe da criança tinha o vírus e pode ter passado para o bebê.

Um bebê foi diagnosticado com coronavírus 30 horas após nascer em um hospital de Wuhan, na China. Como a mãe estava infectada com o vírus, os médicos acreditam que ela tenha o passado para a criança, segundo informações da CCTV, televisão chinesa. A mulher já tinha sido diagnosticada antes de entrar em trabalho de parto.

O recém-nascido não apresentou febre ou tosse em seus primeiros três dias, mas depois começou a apresentar problemas respiratórios. Ao realizar uma radiografia, ele mostrou sinais de infecções e problemas nos rins. Segundo o Daily Mail, o sexo do bebê ainda não foi revelado. 

“Precisamos prestar a atenção no novo potencial do coronavírus: a transmissão vertical de mães para bebês”, disse Zeng Lingkong, médico chefe do Departamento de Medicina Neonatal do hospital, de acordo com informações do Daily. 

A cidade de Wuhan vem vivendo um verdadeiro pesadelo nos últimos dias. Epicentro do coronavírus, o local está em estado de alerta para conter a propagação da epidemia. Até o momento, já foram mais 24 mil de pessoas infectadas e 492 mortas. 

Outros casos

As grávidas têm sido uma preocupação constante dos médicos em Wuhan. Recentemente, um outro bebê com 17 dias também foi diagnosticado com o coranavírus. No entanto, não se sabe se ele recebeu o vírus da mãe ou de uma doadora de leite, que descobriu mais tarde que também foi infectada. 

Para conter a transmissão do vírus, os hospitais estão deixando as grávidas infectadas em quarentena. No último sábado (1), os médicos fizeram o parto de uma paciente, identificada apenas pelo sobrenome Gong, dentro da zona de quarentena. Eles usaram roupas especiais e óculos de proteção para não serem contaminados com o vírus.

O que é o novo coronavírus?
Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, trata-se de um novo vírus que tem causado doença respiratória pelo agente coronavírus, com casos recentemente registrados na China. É importante saber que os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Como o novo coronavírus é transmitido?
As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a a contaminação por contato, está ocorrendo. É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o novo coronavírus se espalha de pessoa para pessoa.

Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:
– gotículas de saliva;
– espirro;
– tosse;
– catarro;
– contato pessoal;
– contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe e, portanto, o risco de maior circulação mundial é menor. Ele pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Como prevenir?
O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Evite o contato com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença
Faça lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
Use lenço descartável para higiene nasal;
Cubra o nariz e boca quando espirrar ou tossir;
Evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
Lave as mãos após tossir ou espirrar;
Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
Mantenha os ambientes bem ventilados.

Como é feito o tratamento?
Não existe tratamento específico para infecções causadas pelo novo vírus. Em geral, é indicado repouso e consumo de bastante água, além de medicamentos para dor e febre para aliviar os sintomas.

Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Quais são os sintomas do novo coronavírus?
Os sinais são semelhantes a um resfriado, como febre, tosse e dificuldade para respirar. Podem, também, causar.

Fonte: https://revistacrescer.globo.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*