Tontura ao se levantar não é labirintite e pode indicar doenças

Muitas pessoas imaginam que o fato de sentir-se tonto ou ter uma sensação de desmaio iminente logo após se levantar seria um sinal claro de labirintite. Porém, esses acontecimentos são sintomas de uma condição chamada na medicina de hipotensão ortostática.

Esse acontecimento não é uma doença e sim a menifestação da regulação anormal da pressão arterial. Isso pode ser decorrente de vários fatores, inclusive doenças.

Quem dá a explicação é o neurologista Saulo Nader. Ele faz parte do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Ele é especialista nessa área e é conhecido como Doutor Tontura. O Dr. Saulo afirmou que embora isso pode acontecer em qualquer idade das pessoas, ele é mais frequente e comum em idosos.

“Com o envelhecimento, os vasos sanguíneos do corpo vão ficando mais calcificados e perdem a elasticidade. Como o vaso está mais rígido, a pessoa muda rápido de posição, e não dá tempo desse vaso se recalibrar para adequar a pressão. E aí a pressão cai.”

Ele explica que em condições normais os vasos sanguíneos do corpo tendem a ficar mais dilatados quando estamos deitados. Quando estamos em pé os vasos sanguíneo ficam mais contritos. Quanto nos levantamos a mensagem enviada ao cérebro é de fazer esses ajustes imediatamente.

“Quem tem [o problema] vai reclamar de tontura, sente normalmente uma sensação de mal-estar na cabeça, a visão escurecendo como se fosse um túnel fechando, uma luz apagando devagarzinho, sensação de mal-estar no corpo inteiro e uma sensação de quase desmaio.”

O médico também explica que quem sofre com isso é comum apresentar batimentos cardíacos acelerados, palidez e suor também fazem parte das queixas de quem sofre de hipotensão ortostática.

“É um episódio que normalmente dura segundos. A pessoa para o que estava fazendo, normalmente senta imediatamente. Em 30 segundos, 1 minuto e meio, a pressão se recalibra e volta ao normal”, acrescenta o neurologista.

Muitas vezes esse diagnóstico é confundido com problemas no labirinto.

“O que eu mais vejo são pessoas taxadas como labirintite, mas que na verdade tinham hipotensão ortostática e estava sendo conduzido como se fosse um problema do labirinto. É uma tontura, mas uma tontura que não tem nada a ver com o sistema do labirinto.”

Se você apresenta esses sintomas o ideal é procurar um especialista para que ele possa identificar o seu real problema e indicar o melhor tratamento.

Fonte: noticias.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*