Thor, cão que atuou em Brumadinho e Mariana, morre em decorrência de pancreatite

O cão era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas.

Morreu Thor, o cão que atuou nos resgates de Brumadinho e Mariana, segundo anunciou o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) na noite dessa segunda-feira, 28. Thor era um cão de cinco anos e dois meses, da raça border collie, e morreu em decorrência de uma pancreatite. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Além do rompimento da barragem de Mariana, em novembro de 2015, e na busca das vítimas de Brumadinho, ambos os casos em Minas Gerais, o cão também atuou nas buscas por um esportista francês, em maio de 2018. Na mesma época, trabalhou ainda nas buscas por vítimas de um desabamento em Belo Horizonte.

“Graças à atuação dele, inúmeras famílias puderam ter seus entes queridos localizados e velados”, diz nota do Corpo de Bombeiros. “Thor era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas”.

Cão Thor tinha cinco anos e dois meses  .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*