Caso Taina: marido comemora com churrasco aparecimento de jovem e filha: ‘Melhor notícia da vida’

Suspeito de sequestrar Taina e filha de oito meses era foragido da Justiça e foi preso após denúncia feita para a Polícia Militar de São Luís (MA). Jovem e criança de Pilar do Sul estavam sumidas desde o dia 3 de novembro.

O marido da jovem de Pilar do Sul (SP) Taina Queiroz, de 18 anos, comemora neste domingo (2) com a família a notícia do encontro do paradeiro da esposa e da filha de oito meses em São Luís, no Maranhão.

Taina e a filha não eram vistas pela família desde o dia 3 de novembro. Raul Kennedy da Silva registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento da mulher, mas suspeitava que o ex-patrão Luís Fernando Lourenço, procurado pela Justiça por estelionato, tinha as sequestrado. Luís foi preso neste sábado após denúncia anônima.

“Foi a melhor notícia da vida. Estou muito aliviado e, finalmente, acabou o pesadelo. Agora vamos poder entender o que realmente aconteceu com elas e eu terei minha família de volta. Está todo mundo feliz e até assamos uma carninha para comemorar”, afirmou Raul Kennedy da Silva ao G1.

Taina de Queiroz Mendes foi achada em São Luís, Maranhão — Foto: Arquivo Pessoal

Taina de Queiroz Mendes foi achada em São Luís, Maranhão — Foto: Arquivo Pessoal

Ainda de acordo com o marido, a família foi informada de que Taina e a filha estão aos cuidados do Conselho Tutelar de São Luis em um abrigo, e devem ser transferidas para Pilar do Sul.

“Ainda não sei como vai ser. Se vamos ter que ir para lá buscá-las ou se elas serão trazidas para cá pelo Conselho. Não sabemos ainda o que pode ter acontecido também com elas em relação ao sequestro e ameaças. Mas agora o importante é que elas estão bem e toda a agonia acabou. Agora só alegria por ter minha filha de volta”, afirma.

Prisão

Segundo o delegado Acácio Leite, Luis Fernando Lourenço foi preso durante a madrugada de sábado (1º) após denúncia feita para a Polícia Militar.

O delegado não soube informar para a reportagem onde o suspeito, Taina e a filha foram encontrados.

“Ainda não sei detalhes da prisão, mas fomos informados de que ele estava em São Luis e foi a PM quem o encontrou. A transferência para alguma penitenciária da região de Sorocaba deve ocorrer, mas a data é o juiz quem determina”, diz.

De acordo com a Superintendência da Polícia Civil do Maranhão, após a prisão Luis foi levado para a penitenciária de Pedrinhas, onde está à disposição da Justiça.

Ainda segundo o delegado, Luis e Taina devem ser ouvidos para a conclusão do inquérito policial em relação à subtração de incapaz.

“Vamos apurar o que realmente aconteceu. Entender o que houve. Por isso, quando Taina voltar para a região vamos colher depoimento dela e do Luis também.”

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*